Siga O Caralho a 4 no Twitter e tenha todas as atualizações do blog na sua página pessoal.

@ocaralhoa4

sábado, 12 de fevereiro de 2011

O Hardalho a 4! #1

Imaginem o quadro "Álbuns Essenciais". Pois, hoje eu faria um post nele sobre o Hard Rock. Mas conversando com o Spacek, a gente percebeu que tinha muita banda boa, afinal, o gênero passou mais de 20 anos no topo. Logo, viriam mais subdivisões com mais uma caralhada de bandas, então decidimos criar uma sessão no blog especial, onde apresentaremos bandas de Hard Rock, Sleaze e Glam e falaremos sobre seus melhores álbuns. Ou seja, essa sessão é um Essenciais - Especial "AlbunsHard Rock". Toda a semana traremos mais 5 bandas/álbuns novas(os) pra vocês, amantes do bom e velho Hard Rock.

Mr. Big - Lean Into It (1991)

Mr. Big é uma das bandas mais injustiçadas dentro do mundo Hard Rock. Não que os caras vendam mal, mas o negócio é que são conhecidos apenas por causa de "To Be With You" e "Wild World", que são duas baladinhas acústicas, sendo que integram a banda, músicos com gabarito suficiente pra serem considerados deuses em seus instrumentos (lê-se Paul Gilbert e Billy Sheehan). A banda lançou seu primeiro álbum em 1989, mas Lean Into It, seu segundo full-lenght é considerado por muitos o melhor disco da banda. Aqui o grupo nos mostra seu som poderoso, que equilibra perfeitamente a técnica apuradissíma dos integrante da banda com o feeling necessário pra todo bom Hard. Entre os destaques, temos a porrada "Daddy, Brother, Lover, Little Boy", música com o conhecido solo de furadeiras; a linda "Green-Tinted Sixties Mind" e o hit "To Be With You".


Aerosmith - Toys In The Attic (1975)

Nos dois primeiros álbuns, o Aerosmith tinha apresentado ao público um Hard Rock com extremas influências de Blues, que de fato era ótimo, mas que não agradou a crítica, tanto que a banda estava praticamente quebrada. Mas com o lançamento de Toys in The Attic, Steven Tyler e sua trupe escreveram seus nomes na história do Rock N' Roll. O álbum mostra uma grande evolução musical, com composições mais coesas e encorpadas além de alguns toques Punks. "Toys In The Attic" colocou o grupo no topo e até hoje, já vendeu cerca de 11 milhões de cópias, o álbum contem clássicos como a agitada faixa título; "Walk This Way" com seu mega riff simplório, mas que conquistou toda a América e o mega sucesso "Sweet Emotion", com uma linha de baixo de deixar marmanjo de queixo caído.


Alleycat Scratch - Deadboys In Trash City (1993)

Alleycat Scratch é uma das bandas desconhecidas dos anos 90 e uma das melhores dentro do cenário Hard Rock, mas que, por infelicidade, chegaram tarde demais. Eles tinham todo o visual e magia glam (uye), e faziam um som todo festeiro. Deadboys In Trash City é primeiro e único full-lenght do grupo. É um CD que abusa dos clichês do Hard Rock, mas que misturados aos toques Punk que a banda deu, virou uma verdadeira obra de arte do Hard 90's. Os refrões em coro predominam, o vocal de Eddie Robison hora é rasgado hora é limpo, as guitarras tem riffs rápido e com peso na medida certa, já os solos são virtuosos. E pra completar a cozinha é pesada e um pouco mais rápida que as cozinhas hards, o que dá um charme a mais no disco. Todas as músicas do álbum são demais, mas os destaques vão para a abertura com a pesada "Stilletto Strut", a festeira "Sexual Addiction" e a balada "Roses On My Grave".


Black N' Blue - Black N' Blue (1984)

Black N' Blue foi considerado por muitos críticos como sendo apenas mais uma banda de Hard Rock, ou uma pseudo cópia do Kiss, mas que era muito além disso. O grupo formado no ínicio dos anos 80 e que contava com Tommy Thayer (sim, ele mesmo!) nas guitarras gravou 4 álbum, mas o primeiro tem uma qualidade suprema, já que os outros tenderam mais pra um lado "pop". Mas aqui, temos aquele típico Hardão pra festejar, com refrões grudentos e em coro, vocais agudos, bateria pesadona, guitarras distorcidas e sujas, com riffs poderosos e solos divertidos. Destaque para as músicas The Strong Will Rock que abre o disco de forma sensacional; Wicked Bitch e Hold On To 18, que se tornou a música mais famosa da banda.


ASaP - Silver And Gold (1989)

Depois do lançamento dos álbuns Somewhere In Time (1986) e Seventh Son Of A Seventh Son (1988), o guitarrista Adrian Smith resolveu deixar o Iron Maiden. Adrian sempre foi creditado como um dos responsáveis pelo sucesso da banda, por suas composições e seu feeling. Eu até concordo, pois depois de sua saída, a banda nunca mais conseguiu compor algo muito expressivo. Pois bem, depois que saiu, Adrian se juntou a bons músicos, incluindo o filho do lendário Ringo Starr e fundou o ASaP (Adrian Smith and Project) e ainda em 1989, lançou o primeiro disco da banda: Silver & Gold. Se você espera ouvir Heavy Metal ou alguma coisa parecida com Iron Maiden na hora de dar play, esqueça! Aqui temos um típico Hard Rock 80's. Música animada, recheada de teclados e com refrões grudentos, mas com o toque de qualidade "Adrian Smith". Destaque absoluto para Adrian com suas linhas vocais, riffs e solos fodas, além das ótimas "The Lion", "Silver And Gold" e "After The Storm".

ps: Gunners... vão se foderem rs

7 comentários:

Iaago Van Halen disse...

Pump ou Rocks >>>>> Toys

cadê Back in Black ?
cadê Appetite for Destruction ? [/tá, nao devia ter falando nesse album, apedrejamento em 3,2,1]
cadê Love Gun ou Destroyer ?

mesmo assim, são bons discos

Renato disse...

Iago não leu a introdução .-.

Renato Spacek disse...

Esse Iago UHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHUHA

- Robson disse...

po, faltou um Van Halen!

vcs falaram do Black And Blue, banda hardona, festeira, de refrões fodas e pá... o Van Halen é tudo isso, e muito, MUITO mais!

Renato disse...

Outro que não leu a Introdução D:
Calma Robson, em algumas semanas essa sessão vai tá cheia de bandas clichês e desconhecidas '-'

luana bueno da silveira marsola disse...

ps: Gunners... vão se foderem rs
AUEUAUEHAUHEUAHEUHAUEHUAHEUHAUEHUAHEUHAUEHUAHEHAHEUHAHEUHUAHEUHAEHAUHEUAHEUHAUEAUHEUHAEHAHEUAHEHUH

- Robson disse...

sim, eu li a intro, sei que terão mais posts...

Postar um comentário