Siga O Caralho a 4 no Twitter e tenha todas as atualizações do blog na sua página pessoal.

@ocaralhoa4

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Ozzy Osbourne em Brasília [05/04/2011]

Bom, tanto o Spacek quanto eu somos amigos de uma garota que saiu de Roraima, no meio da floresta amazônica, e foi para Brasília apenas para acompanhar o show do mestre Ozzy Osbourne. Eu, como bom filho da puta, pedi para que ela fizesse um relato sobre como foi o show. Relato esse, que eu poderia fazer se não morasse longe pra caralho e que o Spacek faria se não tivesse se mudado de Brasília. Mas ok, ela, como boa amiga que ama este blog e esse colaborador, aceitou o convite e escreveu o post abaixo.

"Ozzy Osbourne, aos 62 anos de idade veio ao Brasil pela segunda vez e, pela primeira vez, esteve em Brasília. A pontualidade britânica realmente existe, visto que o "Príncipe das Trevas" pisou no palco às 21:27, sendo que o show era pra começar às 21:30. Com pouco mais de 7 mil pessoas no Ginásio Nilson Nelson, Ozzy fez o chão tremer, literalmente.

Um pouco antes dele entrar, a banda brasileira Sepultura deu o ar da graça fazendo o show de abertura. Não percebi quantas músicas eles tocaram, estava ocupada de mais com cigarros e bangueando. O vocal de Derrick Green foi A-M-A-Z -I-N-G, apesar de Death/Thrash Metal não ser um dos meus estilos musicais favoritos. O baixista, Paulo, foi o que mais chamou minha atenção. Juro que ele tinha feelings muuuuito parecidos com os do Angus. O guitarrista se mostrava todo fodão, mas quando abriu a boca, vimos que era um paraíba com sotaque fodido barbudo e cabeludo. MAS ENFIM, Sepultura não decepcionou, esquentou o público e nos fez cantar junto, pular, gritar, banguear e afins. Se o Ozzy não estivesse programado para aquela noite, poderíamos dizer que Sepultura fez o show principal.

MAAAAAAAAAAS OZZY É OZZY, e quando ele entrou começaram gritos, choros e durante o show, alguns dos comentários do Príncipe eram ‘’ I CAN’T FUCKING HEAR YOU’’ e ‘’ARE YOU HAVING A GOOD TIME?’’. Ele não foi de muito papo com o público. Mas teve mangueiras de espuma e baldes de água jogados em nós.

O concerto começou com "Bark At The Moon". Ele colocou os fãs pra cantar, viu que ninguém sabia a letra direito, começou a rir e não nos deu outra chance. Depois veio "Let Me Hear You Scream", que foi a única música do novo CD (só pra não dizer que não teve nenhuma música do Scream", por que ? [...])

Ele fazia brincadeiras com o baixista e com o guitarra, fingindo que estava enforcando um e puxando o cabelo do outro. Tudo isso com um sorriso no rosto, é claro. Não teve Zakk, mas o guitarrista da vez (Gus G.) era muito bom. O guitarrista base era uma mistura de Robert Plant com Dave Mustaine e era lindérrimo, e tocou para caralho. O Ozzy meio que ‘’roubava’’ nossas energias. Ele colocava as mãos viradas para baixo e começava a tremer, depois ficava feliz e com um sorriso no rosto saia correndo pelo palco de um jeito engraçado. Uma das músicas mais esperadas da noite foi "Road To Nowhere" onde muitas pessoas choraram, inclusive eu.

"Papis Ozzy" nos ama, não podemos negar. Ele canta com vontade e até recebeu alguns fãs antes de entrar no palco. Ele realmente se importa conosco, ele olha nos olhos dos fãs, bem diferente de outros artistas. O show teve em média uma hora e meia, com 15 músicas. Ele saiu do palco um pouco antes das 23:30 e, como eu moro longe, 00:40 eu já estava no chuveiro.

A organização foi boa, já que não teve fila, não teve briga, não lotou (o ginásio tem capacidade para 10 mil pessoas), ninguém roubou ninguém. Apenas queríamos contemplar o lindo príncipe/papis Ozzy Zig e foi isso que fizemos.

Tenho uma memória péssima e falei de mais."

Ozzy Osbourne
Guitarra: Gus G.
Baixo: Rob "Blasko" Nicholson
Bateria: Tommy Clufetos
Teclado: Adam Wakeman

Set list:
01. Bark at the Moon
02. Let Me Hear You Scream
03. Mr. Crowley
04. I Don’t Know
05. Fairies Wear Boots (Black Sabbath)
06. Suicide Solution
07. Road to Nowhere
08. War Pigs (Black Sabbath)
09. Shot in the Dark
10. Rat Salad (Black Sabbath)
11. Iron Man (Black Sabbath)
12. I Don’t Want to Change the World
13. Crazy Train
14. Mama I’m Coming Home
15. Paranoid (Black Sabbath)

O próprio

Lu e o palco

Ann, rabiscos e Ozzy ao fundo

Resenha feita pela Ann. Obrigado, sua linda *-

15 comentários:

bini disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bini disse...

Lu e Ozzy, essa coisa azul é ele. D:

monkey.caco disse...

cara, foi a coisa mais perfeita da minha vida, emocionante.. sem palavras.. ozzy <3

Ninguém disse...

Tem pessoas (eu) cortando os pulsos de inveja D:

monkey.caco disse...

essa foi a foto menos pior que eu (amazongirl2 lu) consegui tirar x.x tava um empurra empurra desgraçado, faltou educação do pessoal em relação a ordem de chegada, mais emfim. *-*

bini disse...

Não teve não. Só na hora de entrar, mas tava tudo sinalizado, os caras que queriam brincar com nossa cara. E lá dentro teve empurrões, mas olha no show de quem tu tava, né, nega.

ALEXANDRE disse...

Só corrigindo...não é a segunda vez que Ozzy vem ao Brasil. Se não me engano foram 4 ou mais...Veio no ROCk in Rio,Monsters Of Rock, em 2006 e agora. Esses são os que me lembro;

Embriao disse...

Resenha ruim...o som tava todo embolado (premiado pela acústica do local) e a voz do madman estava um pouco sumida. O Ozzy cativa qq publico por sua simplicidade e devoção a seus fãs, seleciona o repertório a dedo pq sabe exatamente o que querem ouvir, só esqueceu de no more tears (q o povo ama, mas eu prefiro mil vezes Mr. Tinkertrain por exemplo). Os músicos sao excepcionais, mas a presença do zakk ainda conta muito para o show dele.

Marcos disse...

O ParkShow divulgou que foram 11 mil pessoas!

Marcos disse...

E o nilson nelson normalmente cabe cerca de 18 mil pessoas pra shows. Que resenha horrível -.-

Ninguém disse...

Os cabaços não percebem que o relato foi feito por uma menina que não tem a menor experiência com blogs? ._.
Isso foi mais por questão de relato, pra contar como foi a a sensação. Na boa, as vezes eu penso que algumas pessoas comem bosta, só pode '-'

bini disse...

No jornal tava dizendo que foram 7 mil e com capacidade para 10 mil. Xinga o jornal, não a minha resenha e_e

blackielawless disse...

coitada da menina gente,
vamos ser sincero que a resenha ficou bacana,
e espero que ficam melhores bini.

Tiago Orihuela disse...

legal manaaaaaaaaaaaaaaaaa :*

Boladaço disse...

eu estava lá fora bebendo, antes de abrirem os portões, ai falaram "aquela mulher ali é de Roraima"... devia ser vc... kkkkk

Postar um comentário